<META content="MSHTML 6.00.2900.2604" name=GENERATOR><!-- --><style type="text/css">@import url(https://www.blogger.com/static/v1/v-css/navbar/3334278262-classic.css); div.b-mobile {display:none;} </style> </HEAD><BODY><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6652341535637365888\x26blogName\x3dLegalmente+Di%C3%A1rio\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://legalmente-diario.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://legalmente-diario.blogspot.com/\x26vt\x3d-2329948332572852771', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
15.3.10
Diário de uma concurseira à beira de um ataque de nervos!

Se vc for fazer concurso um dia e seu local de provas for a UFMG, lembre-se desse post.

Cheguei bem cedo no campus para procurar meu local de provas, lembrando que a UFMG é uma "cidade" cercada por mato.
Até que não tive problemas em localizar a Faculdade de Letras e me dirigi à ela.
Mesmo tendo chegado com quase duas horas de antecedência, não havia mais locais para sentar, pois meus concorrentes estavam espalhados por todos os lugares "sentáveis" da área.
Então fiquei em pé, de salto (como sempre), aguardando abrirem o portão.
Abriram e fui pra minha sala.
Chegando lá, tive que entregar o celular para eles, eles vistoriaram minhas canetas (pois dizem eles que canetas com beiradas pretas podem esconder câmeras - coisa esta que eu realmente gostaria de ver), mandaram nós mulheres prendermos nossos cabelos em rabos de cavalo (o que eu não entendi), e nos obrigaram a sentar em carteiras extremamente desconfortáveis.
9:00 começa a prova.
As provas de Raciocínio Lógico, Estatística, Matemática Financeira e Economia me provaram que sou uma completa idiota em exatas, e me fizeram ter a certeza de que nunca mais em minha vida voltarei a prestar concursos para "Fiscal de qualquer coisa". Minha área é mesmo DIREITO, não tenho mais dúvidas!

Terminei a bendita prova às 11:24 quase em transe, zonza e faminta. Desci as escadas e perguntei ao guarda onde haveria um local para almoçar no campus. Segundo ele, não havia nada dentro da faculdade e me disse que era pra eu sair da UFMG, atravessar a avenida e procurar uma lanchonete do outro lado da rua.
Fui. E chegando lá, não havia lanchonete em lugar algum.
Mas haviam mulheres vendendo empadinhas na rua e eu comprei rapidamente.
Começou uma chuva absurda e eu corri muito para me esconder num dos pontos de ônibus da faculdade (Roda ônibus lá dentro, pq a coisa é gigantesca), e enquanto me escondia, eu girava velozmente ao redor do ponto (lembrando que a chuva mudava de direção o tempo todo), o que me preparava psicologicamente para a segunda parte da prova, que estava marcada para 15:00.
Quando a chuva parou e o sol voltou a queimar meus miolos, voltei para o local de provas, xingando tudo e todos, pois as gotas das árvores insistiam em me molhar, mais ainda que a chuva de outrora.. ¬¬
Cheguei no local de provas e notei que havia um banco para sentar do lado de fora. Fui rapidamente antes que outro concorrente pegasse o lugar, mas não fiquei nem 5 minutos, pois todos os pernilongos da UFMG resolveram "me lanchar".
Pulei desesperada e fui correndo em direção á área cimentada, qdo tomei conhecimento que do lado do prédio HAVIA UM RESTAURANTE e todos estavam almoçando lá.
Limpos, secos e satisfeitos.
E eu?
Molhada, suja de lama, mordida por pernilongos e com uma empadinha no estômago.
E já era hora de entrar para a parte dois da prova.

Tudo isso faz parte da saga para passar em concurso?
Contudo, já me decidi:

* Qdo as provas forem na UFMG, eu não vou.
* Sempre levarei comigo uma sombrinha na bolsa, mesmo que o sol esteja rachando.
* NUNCA mais pedirei informação para Guardas de faculdade, pois eles estão combinados com a Prestadora de Provas para me enlouquecer.
* Só faço concurso da área do Direito agora. (pq definitivamente EU NÃO SEI FAZER CONTA)

#prontofalei





11.3.10
No meio do caminho, tinha uma ped... um BURACO!

Não sei se isso costuma acontecer com vcs tb, mas...
EU SEMPRE PRENDO A @%$&#@ DO MEU SALTO EM ALGUM BURACO DA CALÇADA!!!!
Isso tem sido constante..
Pq eu ando de salto sim! Todo dia! E isso não me incomoda!
O que me incomoda são essas calçadas de JF de pedrinhas.. E sempre falta cimento entre as pedrinhas, e aí o meu salto simpático costuma "preencher" esses espaços!
Só que dessa vez, O SALTO FICOU PRESO.
Eu não fui ia nem pra frente, nem para trás..
Tava passando um ônibus.. Geral gritando.. Aeeeee!!
E a loira idiota aqui.. Toda descabelada.. com o caderno num braço e a bolsa no outro, com o salto preso no buraco, tentando inultimente puxar o pé, que saía mas deixava o sapato!!!

GRRRRRRRRRRRRHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Minha amiga, teve que abaixar e puxar o meu sapato, junto com meu pé, pois a criatura que vos fala, estava literalmente agarrada no mesmo lugar.

Resultado?
1 - Salto do sapato rasgado na horizontal!




2- Raiva da TPM triplicada!!
3- Cabelos embaraçados de tanto sacudir a cabeça no vento, tentando soltar o pé..
4- Mais raiva ainda, pq qdo cheguei em casa eu ri de mim mil vezes!

Processo o Município??